Mídias

Produção do segundo poço no Campo de Polvo inicia em junho de 2018 Produção do segundo poço no Campo de Polvo inicia em junho de 2018

01.08.2018

Institucional

Produção do segundo poço no Campo de Polvo inicia em junho de 2018

A PetroRio iniciou a perfuração do segundo poço em junho de 2018, dando continuidade ao Plano de Revitalização do Campo de Polvo. O projeto engloba a perfuração de três poços ao longo de seis meses, com o objetivo de incrementar o volume de óleo recuperável, possibilitando a extensão da vida econômica do Campo. A perfuração de POL-Z confirmou a presença de óleo no reservatório arenítico de Carapebus e, com o resultado positivo, a PetroRio completou o poço e iniciou a produção. A vazão inicial aferida, e que teve como base a estabilização da pressão do reservatório, é de aproximadamente 2.000 barris por dia. A Companhia estima que o volume de óleo recuperável que será reclassificado de reserva provada não-desenvolvida para provada desenvolvida é de 3 milhões barris, pendente da avaliação por parte da certificadora independente. O resultado do poço POL-Z, somado ao sucesso do primeiro poço (POL-H), aumenta a produção do Campo em aproximadamente 50% em menos de quatro meses de campanha. A perfuração contou com a parceria da Baker Hughes e atingiu a maior distância já percorrida por uma única broca 12 1/4 deste fornecedor no Brasil (6.314m de comprimento).


Leia Também

18.06.2019

Produção de petróleo e gás da PetroRio cresce 79% entre janeiro a maio de 2019

Aumento é fruto especialmente da aquisição de 70% do campo de Frade (Bacia de Campos).

Continuar lendo

10.06.2019

PetroRio anuncia patrocínio à judoca Rafaela Silva, medalha de Ouro na Rio-2016

Nelson Queiroz Tanure, CEO da companhia, diz que apoio ao judô está em linha com valores da empresa, como busca por resultados e disciplina

Continuar lendo

25.05.2019

PetroRio pavimenta crescimento com aquisições e valor se multiplica por 25 vezes

Inédito evento da PetroRio, em Houston, para uma plateia de 100 investidores e profissionais do setor de óleo e gás

Continuar lendo